A Escola Novamente Cá em Casa

2021-02-09

A Escola Novamente Cá em Casa

As solicitações multiplicam-se e acumulam-se. A sensação de polvo com vários braços (e que mesmo assim são insuficientes). A dúvida (quase permanente) de estarmos a tomar as decisões certas... Identifica-se com este quadro? Respire fundo: este texto é para si!
(Imagem de Sapium.com.br)

Esta semana, a maioria das casas do nosso país voltou a receber a escola no seu espaço. Esta é uma situação que levanta muitas questões a todos os envolvidos, especialmente aos pais. A maioria debate-se com dificuldades várias ao gerir esta situação. 

Sentimos a nossa casa “invadida” por “estranhos”. Sentimos a gestão do espaço sair das nossas mãos, sentimos que somos “convidados” a desempenhar tarefas que não assumimos ser nossas e nos habituamos a delegar na escola. E agora? No meio do trabalho que os pais fazem também a partir de casa, das tarefas domésticas, do descanso, do tempo em casal, do tempo em família, do tempo de lazer e descanso, ainda aparecem mais um conjunto de solicitações que - talvez - nem sequer desejávamos... 

A primeira coisa que lhe queremos dizer é que não está sozinho. Estamos quase todos, de uma forma ou de outra, a sentir que já esgotámos a criatividade, já inventamos todas as formas diferentes de gerir solicitações diversas e já estamos no finzinho da disponibilidade para responder às dúvidas mais pequeninas e às necessidades mais básicas.

Quando os desafios se tornam muito complexos, e sentimos que nos perdemos num labirinto de necessidades, dúvidas e solicitações, quase sempre o que mais ajuda é voltar à base. Aqui há dias li na publicidade a um aspirador que aspira sozinho, que ele tem a capacidade de “voltar à base” quando a bateria está no fim. Imagine que, enquanto pai ou mãe, é um aspirador destes: que absorve, assimila e acolhe as necessidades, as angústias e as solicitações à sua volta. Sente que o depósito começa a ficar cheio e que a bateria começa a ficar vazia. Isso é sinal de que precisa de voltar à base!

Agora precisa de definir que funções tem, para si, “voltar à base”. Vamos dar algumas ideias. 

Talvez faça sentido criar um diagrama de gestão de prioridades para a sua casa! Recordamos que a Matriz de Eisenhower tem dois critérios: “grau de importância” e “grau de urgência”. 

Estamos por aqui, do seu lado, conscientes de que os desafios não vão parar de surgir e que vamos, todos, ficando cada vez mais especialistas em geri-los!
(Imagem de Sapium.com.br)

VOLTAR

Family Coaching

Somos um projecto que desenvolve a sua actividade na área do coaching aplicado ao contexto familiar. A nossa principal actividade centra-se no coaching parental enquanto metodologia e recurso quer para as famílias quer para todo o ecossistema comunitário e familiar: trabalhamos com Famílias e para a Comunidade.

Contactos

Ângela Coelho

(+351) 917 415 576

angelacoelhomascara@familycoaching.pt

Sandra Belo

(+351) 933 003 405

sandramourabelomascara@familycoaching.pt

Geral

geralmascara@familycoaching.pt